Fri. Apr 19th, 2024

Quando se trata de impulsionar a receita de uma organização, as diferentes funções de marketing desempenham papéis distintos dentro dos objetivos globais da empresa.

Muitas vezes, os gerentes de mídia social podem parecer estar concentrados apenas na consciência da marca, em vez de se preocuparem com o impacto direto na receita. Se você já teve que explicar por que as impressões e o engajamento são importantes, é provável que tenha sentido frustração. No entanto, por trás das cenas, as equipes de marketing podem aprender muito com a estratégia de mídia social de sua empresa e com quantas pessoas podem ver o conteúdo externo.

Um excelente exemplo de uma função mais voltada para a fase final do processo, que poderia contribuir de forma significativa com as equipes sociais, é o Marketing de ciclo de vida.

O marketing de ciclo de vida é uma abordagem que busca compreender e atender às necessidades e preferências de um produto ou serviço ao longo de todas as fases do seu ciclo de vida.

Enquanto as redes sociais têm a tendência de atrair novos seguidores no estágio inicial do conhecimento sobre uma empresa, o marketing de ciclo de vida (também chamado de retenção, crescimento ou marketing da jornada do cliente) concentra-se principalmente em pessoas que já estão cadastradas e utilizando um produto ou serviço.

Se você já se cadastrou para algo e recebeu e-mails introdutórios fornecendo informações sobre o uso do produto, notificações push, atualizações regulares de novas funcionalidades ou até mesmo uma newsletter, é provável que o processo de acompanhamento esteja em andamento.

Mesmo que você se torne especializado, é essencial que todo profissional de marketing tenha um conhecimento fundamental sobre:

Contagem de narrativas

Qual seria a tua contribuição?

Peckover (@timothypeckover) publicou em 29 de abril de 2022.

O marketing de ciclo de vida tem como objetivo desenvolver estratégias que auxiliem os clientes a encontrarem valor em diversas etapas da sua experiência com o produto. Por exemplo, as necessidades de um cliente no início do uso do produto provavelmente serão diferentes das de usuários experientes ou daqueles que estão mais hesitantes e precisam de algum incentivo para continuar utilizando-o.

Leia Mais:   Explorando a cultura do chamado: Como agir quando sua marca está sob pressão.
Screenshot of a new customer "welcome" email from Trello
Imagem: stephmcblack/Burst

A equipe de ciclo de vida analisa todas essas peças distintas e busca criar uma experiência adequada para diferentes grupos de usuários com necessidades específicas. Um exemplo disso é a Grammarly, que atende a diversos públicos, como estudantes, profissionais, freelancers e outros. Cada um desses grupos possui objetivos distintos em relação ao produto, o que se reflete de várias maneiras na forma como o marketing se comunica com eles.

Três sugestões para incentivar a colaboração entre grupos de trabalho.

Embora as equipes de mídia social possam estar mais familiarizadas com métricas como impressões e leads gerados, as equipes de ciclo de vida se concentram principalmente em métricas como a utilização de produtos, a rotatividade de clientes e o valor vitalício (ou seja, o valor financeiro médio que um cliente que se inscreve para um plano ou assinatura representa).

As duas equipes têm o mesmo objetivo de garantir o sucesso da empresa. Apesar de parecerem abordagens distintas, há benefícios em combinar as equipes de ciclo de vida de dados do usuário, para aproveitar os conhecimentos e interações dos clientes presentes nas redes sociais.

Se você é um gerente de mídia social que está incerto sobre onde começar, aqui estão algumas sugestões rápidas para estabelecer uma parceria única com seus colegas de marketing de ciclo de vida.

1. Monitoramento das redes sociais.

Com frequência, as equipes de ciclo de vida se concentram na experiência dos usuários já existentes, o que pode dificultar a compreensão do motivo pelo qual alguns usuários não aderem ou desistem. Felizmente, é possível encontrar muitas dessas informações online por meio da escuta social.

Usuários irritados têm a capacidade de rapidamente compartilhar suas experiências negativas com um produto nas redes sociais. Usuários desconfiados podem mencionar em tweets questões relacionadas a e-mails suspeitos, dúvidas sobre preços ou problemas de segurança. Essas informações, prontamente disponíveis para equipes de mídias sociais, podem ser extremamente úteis para equipes responsáveis pelo ciclo de vida de segmentos específicos de usuários. Para equipes menores, consolidar esses pensamentos e discuti-los em reuniões regulares é uma tarefa simples. Para equipes maiores, é mais conveniente compartilhar insights e suposições regulares através de grupos no Slack.

Leia Mais:   Qual é a necessidade de um novo método de avaliação de desempenho para a liderança de marketing?

2. Envolvimento máximo do usuário

As equipes responsáveis pelo ciclo de vida têm acesso a uma grande quantidade de informações, muitas vezes identificando quais são os usuários mais ativos, engajados e frequentes de um produto ou serviço. Embora nem todos os usuários avançados de um produto usem mídias sociais, existem várias oportunidades para incentivar esses usuários a compartilhar suas experiências publicamente com o produto. Um exemplo simples disso é o NBA Top Shot, que pede aos usuários da fila para compartilharem suas reações nas redes sociais.

Screenshot of a marketing email from NBA Top Shot, encouraging customers to share their product opening experience on social media
Imagem: MaxWdhs/Burst

Depoimentos públicos, solicitados por meio de canais de produto ou e-mail, podem ser extremamente vantajosos para equipes de mídia social e causar um impacto positivo nas percepções da marca. Além disso, para equipes de fidelidade do cliente que possuem programas exclusivos de referência, as pessoas que compartilham esses depoimentos também podem elogiar ainda mais a sua organização nas redes sociais.

Estou extremamente contente por ser membro da comunidade @HubSpot!

Agradeço pelos fones de ouvido! pic.twitter.com/B0vv397TY3

Connor Skelly, usuário do Twitter, postou em 7 de janeiro de 2022.

Recriando conteúdo para melhorar a qualidade.

Embora as postagens de blog possam alcançar pessoas que ainda não são clientes, muitas vezes esse conteúdo também é valioso para os usuários atuais, mesmo que eles não o vejam. Na Grammarly, nossa equipe de conteúdo possui dados sobre quais postagens de blog têm bom desempenho nas redes sociais, aumentam o tráfego, geram inscrições e têm relevância sazonal. Estamos sempre procurando oportunidades na equipe de ciclo de vida para encontrar novos locais onde possamos compartilhar conteúdo de alta performance como um valor adicional para nossos usuários existentes. Mesmo que o conteúdo não seja diretamente relacionado ao nosso produto, ensinar algo novo ou revelador pode fortalecer a conexão com a marca e adicionar um valor extra às comunicações do ciclo de vida.

Leia Mais:   O que significa uma missão de marca e como pode ser descrita?
Screenshot of a customer email from Gatsby, highlighting recent blog content and events
Imagem: Peggychoucair/Flickr

Isso não precisa se limitar ao conteúdo do blog. Se você está obtendo resultados positivos no TikTok, Instagram Reels ou desafios de hashtags, continue a revitalizá-los com suas equipes de ciclo de vida.

Combinação de estratégias de marketing social e ciclo de vida: Dê o primeiro passo.

Mesmo que possa ser difícil colaborar, é importante observar de perto as atividades de marketing de nossos colegas, pois isso traz benefícios.

Para empresas de grande porte, onde as equipes estão distantes umas das outras, medidas simples, como assegurar que as equipes estejam seguindo as páginas sociais da marca e compartilhando conteúdo, podem auxiliar na introdução de novos hábitos de consumo entre os colegas e aumentar a conscientização interna sobre o trabalho uns dos outros. Se a organização for menor e estiver mais preparada para colaboração imediata, pode ser benéfico compartilhar regularmente os KPIs e as estratégias de conteúdo.

Caso você não esteja seguro sobre a estratégia de marketing de ciclo de vida da sua empresa, é recomendado que se inscreva nos e-mails e mensagens de texto da empresa. Analise o conteúdo e imagine uma situação em que alguém estivesse compartilhando no Twitter o quão incrível (ou talvez duvidoso) essa informação é.

Passar um tempo excessivo em redes sociais implica em frequentemente ajustar sua mente para prever as reações das pessoas. Isso pode ser psicologicamente benéfico para as pessoas ao seu redor.

Não importa de onde você comece, é impossível prever quais pequenas ações podem causar um grande impacto coletivo.

Em busca de informações mais específicas como as fornecidas por Kushaan? Inscreva-se em nossa newsletter hoje mesmo.