Thu. Jun 20th, 2024

Conforme os navegadores de internet removem os cookies de terceiros, os anunciantes online estão procurando alternativas para direcionar anúncios aos clientes sem depender dos métodos de rastreamento atuais.

Mudança em direção à “Era da Previsão”

Durante um vídeo de perguntas e respostas com Radhika Mani, gerente sênior de produtos do Google Display Ads, o Google compartilhou sua visão para um futuro em que os cookies não sejam mais utilizados.

No vídeo, é apresentado o plano do Google para abolir os cookies de terceiros no Chrome. Esses cookies foram responsáveis por permitir que anunciantes rastreassem os usuários em diferentes sites, a fim de exibir anúncios direcionados. Entretanto, essa prática tem gerado preocupações relacionadas à privacidade.

Segundo um estudo realizado pelo Google, a maioria dos usuários da internet, cerca de 89%, teria mais confiança nas marcas se estas investissem em tecnologias que garantissem a segurança da privacidade.

Mani afirmou que, no futuro, quando os cookies de terceiros não estiverem mais disponíveis, os profissionais de marketing terão que implementar estratégias de público de longo prazo.

Ela destacou a melhoria do uso de informações pessoais e a integração com novas ferramentas de proteção de privacidade, como a API de Público Protegido da Privacy Sandbox.

A API implementa estratégias como estabelecer limites mínimos para a segmentação de anúncios e reduzir o tempo de armazenamento dos dados do usuário, com o objetivo de controlar o rastreamento constante. O Google afirma que suas plataformas de publicidade irão incorporar a API para garantir a segmentação do público, ao mesmo tempo em que respeitam os padrões de privacidade mais rigorosos.

Novas alternativas de informações de origem primária.

Mani afirma que os anunciantes continuarão a criar listas de audiência como fazem atualmente. No entanto, a expectativa é que a IA aprimorada ajude a suprir as lacunas deixadas por um rastreamento menos abrangente. Soluções como Smart Bidding e Targeting otimizado têm como objetivo aumentar a relevância dos anúncios por meio de algoritmos internos.

Leia Mais:   OpenAI está investigando o GPT-4 'Lazy' depois de receber reclamações nos comentários do Google, X.

Mani mencionou que a otimização da segmentação resultou em um aumento de 50% nas conversões para certos clientes do Google Display. É recomendado atualizar as campanhas com foco no desempenho.

O Google está ampliando suas capacidades de dados pessoais, como o Customer Match, para possibilitar a segmentação personalizada de anúncios com base nas informações dos clientes dos anunciantes.

Opções adicionais, como o PAIR, possibilitam a utilização dessas informações pessoais em plataformas de publicação externas.

O Google encoraja os anunciantes a utilizarem essas tecnologias de inteligência artificial e os dados de usuários em primeira mão como preparação para a próxima fase sem cookies.

Mais informações sobre inquietações relacionadas à privacidade.

A alteração nos cookies de terceiros ocorre em meio ao aumento das demandas dos consumidores por maior proteção de privacidade dos dados.

As empresas de tecnologia estão enfrentando uma crescente atenção em relação à forma como lidam com os dados dos usuários, sendo que práticas como a publicidade altamente direcionada estão levantando questões éticas.

A remoção dos cookies de terceiros tem como objetivo diminuir o monitoramento constante das pessoas em todos os sites da Internet.

As opiniões dos anunciantes são variadas em relação ao término da segmentação de cookies de terceiros.

De um lado, pode ter impacto nas receitas provenientes de anúncios digitais. Porém, por outro lado, estratégias alternativas de segmentação e mensuração podem suprir essa lacuna.

Síntesis.

Apesar de haver uma diminuição na precisão da segmentação ao eliminar cookies de terceiros, há avanços no uso de dados de primeira mão e otimização da inteligência artificial que fornecem alternativas.

É essencial para os profissionais de marketing online investir atualmente em soluções automatizadas e baseadas em consentimento, a fim de se adaptar à constante evolução da paisagem da publicidade.

Leia Mais:   Google Ads: Novas opções de anúncios em diferentes formatos para campanhas de alcance em vídeo.

A imagem principal é fornecida por Crystal Estúdio de olho/Shutterstock.