Thu. Apr 18th, 2024

Quer melhorar sua reputação e aumentar as vendas? Experimente o co-marketing!

De fato, a colaboração com outras empresas é uma estratégia comprovada para expandir de forma eficiente.

As parcerias de co-marketing têm um significado além das simples promoções conjuntas.

De acordo com o Sprout Social Index, Edição XVII: Acelerar, a maioria das marcas (58%) está concentrada em aumentar a conscientização, enquanto um número significativo (35%) também busca expandir seu público. As parcerias são cruciais para o sucesso de ambas as estratégias.

Trabalhar em parceria com outras empresas da sua indústria permite que você estabeleça conexões e fortaleça sua marca como um recurso valioso.

Desejando saber mais sobre co-marketing? Este guia irá revelar todas as informações necessárias e fornecer orientações sobre como dar início a essa estratégia.

O co-marketing é uma estratégia de marketing em que duas ou mais empresas se unem para promover um produto ou serviço em conjunto.

Vamos iniciar as coisas com uma breve explicação.

O co-marketing é uma tática que consiste em unir marcas ou organizações parceiras para ampliar sua abrangência. Geralmente, as empresas que participam de campanhas de co-marketing possuem audiências em comum ou atuam no mesmo setor (porém, não são concorrentes diretos).

O conceito é bastante simples: colaborar com outra marca é uma estratégia para ambas as partes alcançarem novos públicos, aumentarem suas receitas e criarem conscientização. É uma situação em que todos saem ganhando, concorda?

Apesar de não ser uma ideia completamente nova, as relações de co-marketing diferem totalmente das parcerias tradicionais que as marcas costumam fazer atualmente, como programas de afiliados, embaixadores de marca ou marketing de influenciadores.

A principal distinção? Nas campanhas de co-marketing, as marcas parceiras são tratadas de forma equitativa. Isso se torna evidente especialmente na promoção e na tarefa efetiva de planejar a campanha.

Três casos típicos de colaboração de marketing (e por que eles têm sucesso)

Então, como o co-marketing se manifesta na vida real? Aqui estão algumas sugestões de campanhas de marketing para te inspirar:

Trabalhar em conjunto para instruir o seu público.

Tanto em encontros presenciais como em eventos online (como webinars), ensinar seu público é provavelmente uma das maneiras mais simples de iniciar uma parceria de marketing conjunto no segmento B2B.

As redes sociais, como o Twitter e o LinkedIn, facilitam a promoção de webinars e a criação de expectativa em relação a eles. Esses eventos são uma excelente maneira de atrair inscrições e oferecer benefícios genuínos ao seu público.

co-marketing webinar example between Tinuiti, IZEA and Gorgias.
Imagem: Peggychoucair/PixaBay

Organizando conjuntamente as promoções e lançamentos de produtos.

O co-marketing é ideal para o lançamento de produtos, pois ajuda a divulgar e criar expectativa quando você mais precisa.

co-marketing giveaway example on an Instagram Story
Imagem: Peggychoucair/Pexels

Doações, competições e compras de marcas são todas estratégias de campanha populares que permitem que várias marcas se beneficiem da base de seguidores umas das outras, com o objetivo de maximizar a visibilidade de suas promoções.

co-marketing giveaway example in an Instagram caption
Imagem: JonPauling/ShutterStock

Desenvolver uma novidade exclusiva para um grupo de pessoas em comum.

Aqui a ideia é que é mais vantajoso ter duas pessoas pensando juntas quando se trata de compartilhar informações com o público.

Leia Mais:   Nova atualização do Google Maps: Novo recurso de localização, opção de controle de dados e a possibilidade de excluir histórico de visitas.

Por exemplo, o Harris Poll e o Sprout Social colaboraram com nosso relatório de investimento em redes sociais, o qual foi extremamente valioso para ambas as empresas. Isso demonstra como as campanhas de co-marketing podem aproveitar as forças de duas marcas distintas.

Example of co-marketing between Sprout Social and The Harris Poll.
Imagem: JonPauling/ShutterStock

Diferença entre co-marketing e co-branding e por que eles se distinguem.

Os termos “co-marketing” e “co-branding” são muitas vezes utilizados de forma intercambiável, no entanto, eles possuem diferenças significativas entre si.

Resumidamente, o co-branding é uma estratégia em que duas marcas se unem para lançar um novo produto e aproveitam o reconhecimento de seus nomes para gerar interesse. Essas parcerias geralmente são feitas por marcas com um grande público-alvo e são bastante comuns no comércio eletrônico, como colaborações entre marcas e edições limitadas de produtos.

É imperdível! #LisaFrankxCrocs http://t.co/zKdhZ7mFUi

“Lisa Frank (@LisaFrank) tweetou em 29 de novembro de 2021.”

Quando se fala em eficácia, não se trata apenas de escolher entre co-marketing ou co-branding. Esses são dois tipos de campanhas completamente distintos. Enquanto o co-marketing se concentra em promoção direta, o co-branding envolve a criação de um produto completamente novo.

Com isso dito, tanto a conscientização quanto o envolvimento dos clientes são beneficiados por ambos.

Quais vantagens o co-marketing proporciona?

Inicialmente, a colaboração com outras empresas pode não parecer uma prioridade ao tentar alcançar um público mais amplo.

No entanto, na prática, quase 80% das marcas reconhecem que as parcerias desempenham um papel crucial no desenvolvimento.

A seguir, apresentamos uma breve explicação de como as marcas aproveitam as campanhas de co-marketing para obter benefícios.

1. Explore audiências completamente desconhecidas.

Quanto mais pessoas puderem ser expostas à sua marca, melhor será.

A visualização imediata da lista de seguidores ou e-mails de uma marca parceira não é uma tarefa simples. Isso é especialmente válido se você é um negócio em ascensão ou está se apresentando para um público que não está familiarizado com sua empresa.

Torna-se um líder no setor.

Não importa em qual setor você está atualmente, a competição é intensa e a atenção é limitada.

A colaboração com marcas oferece uma chance de se destacar no meio do barulho. Além disso, isso também mostra que você é alguém que vale a pena se associar, que possui um nome reconhecido e potencial. Isso pode te destacar dos concorrentes de forma significativa.

3. Estabelecer conexões dentro do seu setor.

Uma das vantagens do co-marketing que muitas vezes não é valorizada é a oportunidade de estabelecer conexões com empreendedores e especialistas da mesma área de atuação.

Você não pode se isolar na sociedade atual de forma alguma. Tanto a curto prazo quanto a longo prazo, é essencial ter um grupo de pessoas ao seu redor que possam ajudá-lo a crescer e alcançar o sucesso. Essa rede de contatos pode fazer toda a diferença em sua vida.

Leia Mais:   O Google está auxiliando as empresas de pequeno porte a se sobressaírem por meio da nova etiqueta de pesquisa.

4. Descubra novas oportunidades de negócio sem aumentar sua presença geográfica.

O co-marketing também proporciona uma chance de explorar um novo mercado de forma gradual, sem precisar expandir totalmente.

Caso não haja mais nada, uma campanha pode ser útil para realizar um estudo de mercado e obter mais informações sobre audiências que são semelhantes à sua.

5. Consiga novas oportunidades de negócio.

A grande importância é a conscientização da marca.

Quando realizado de forma adequada, o co-marketing possibilita o crescimento de sua lista de contatos, o aumento de inscrições e a direção de tráfego para qualquer campanha promocional específica.

Como criar uma estratégia de co-marketing a partir do início.

Apesar de serem cada vez mais simples de serem organizadas, as campanhas de co-marketing ainda demandam planejamento e cuidado com certos detalhes relevantes. Vamos analisar alguns desses detalhes a seguir.

1. Determine suas metas e objetivos.

Assim como em qualquer tipo de campanha, é necessário estabelecer objetivos específicos e resultados desejados antes de iniciar. Não há respostas definitivas, mas é importante pelo menos conseguir definir:

  • Qual é o motivo por trás da execução da campanha? (Aumento do reconhecimento da marca, geração de leads, ou uma combinação dos dois)
  • De que recursos você precisará para alcançar o objetivo da sua campanha (como recursos criativos, tempo, entre outros)?
  • Qual será a forma de avaliar o êxito (utilizando métricas e indicadores-chave de desempenho, como número de registros, tráfego ou conversões)?
  • Quais serão os formatos de suas entregas (publicações em redes sociais, mensagens de e-mail, slides de webinar e outros)?
  • Quais são as suas expectativas em relação aos resultados que sua marca(s) de parceria irá proporcionar?

2. Estabelecer conexões antes de buscar oportunidades (e estar receptivo às oportunidades que surgem).

É importante ser cuidadoso ao escolher com quem você se associa.

Em uma situação ideal, é preferível que as oportunidades de co-marketing surjam de forma natural, envolvendo marcas e profissionais de marketing com os quais você já tem confiança e relacionamentos estabelecidos. Como mencionado anteriormente, parcerias de marca são mais indicadas quando as empresas são relacionadas à mesma indústria, mas não concorrentes diretos.

Normalmente, as campanhas de co-marketing não surgem do nada. No entanto, não há problema em começar a considerar possíveis parceiros para explorar oportunidades.

Igualmente, esteja receptivo às chances que surgem. É possível notar facilmente se alguém se preparou adequadamente e está genuinamente interessado em participar de uma colaboração de marketing significativa.

O mais importante é que o relacionamento seja benéfico para ambas as partes e não seja desequilibrado em termos de esforço para promovê-lo.

3. Assegure-se de avaliar os resultados obtidos em sua campanha.

É essencial acompanhar seus esforços com KPIs, mesmo que suas campanhas tenham como foco principal a conscientização.

Alcance. Participação. Resultados.

Existem diversas formas de avaliar o sucesso e é importante priorizá-las antes de começar. Por exemplo, é necessário levar em conta:

  • Acompanhamento de registros, subscrições e outras métricas relacionadas à conversão (e registrá-las para sua campanha de co-marketing).
  • Analisar seguidores, menções e sentimento por meio da escuta nas redes sociais para verificar se suas campanhas realmente geraram um impacto positivo.
  • Analisando a quantidade de visitas à página de destino e as fontes de leads, é possível observar o nível de envolvimento do seu público-alvo no co-marketing.
Leia Mais:   Qual é a necessidade de um novo método de avaliação de desempenho para a liderança de marketing?

De que maneira as redes sociais podem influenciar a sua estratégia de co-marketing.

As redes sociais são essenciais para campanhas contemporâneas de co-marketing e para ampliar a sua abrangência.

De que forma? Vamos examinar o papel que a interação social tem ao otimizar os benefícios das parcerias com marcas.

Impulsionar as suas campanhas de co-marketing de forma natural.

Não há nada inesperado neste caso! Algumas estratégias promocionais fundamentais no co-marketing podem abranger:

  • Criando publicações de anúncios e cativando as parcerias de marca com habilidade persuasiva.
  • Ampliando a abrangência de suas ações ao defender os funcionários para alcançar um número maior de pessoas (veja a seguir).
  • Direcionando o fluxo de tráfego das redes sociais para uma página de destino específica (e avaliando o envolvimento)
Co-marketing webinar promotion example on LinkedIn.
Imagem: Peggychoucair/Pexels

Analisar possíveis parceiros para uma estratégia de co-marketing.

As redes sociais são o lugar perfeito para estabelecer conexões com marcas e empreendedores.

Você tem a opção de pesquisar e analisar o valor de uma possível parceria antes de prosseguir com ela. Um bom começo seria avaliar o conteúdo, a maneira de se comunicar, os valores e o nível de envolvimento de um possível parceiro.

Além do e-mail, é importante levar em consideração que enviar mensagens e DMs através das redes sociais também é uma forma justa de divulgação. Por exemplo, o LinkedIn é uma plataforma muito utilizada para estabelecer conexões nas redes sociais B2B.

Avalie o nível de envolvimento antes, durante e depois de suas campanhas.

Novamente, não se pode subestimar a relevância das métricas e dos KPIs para o co-marketing.

Você não apenas deseja conhecer o desempenho de suas campanhas, mas também pode estar interessado em ressaltar o nível de envolvimento do seu público para atrair um possível parceiro.

As ferramentas de relatórios da Sprout Social podem ser de grande auxílio nesse aspecto. Por exemplo, é possível analisar o engajamento e o crescimento do público em relação a uma campanha de co-marketing.

Tracking co-marketing campaign performance data in Sprout Social.
Imagem: Chakkree_Chantakad/Pexels

A sua marca deve considerar se o co-marketing é uma estratégia viável para implementar.

As parcerias podem ser uma excelente chance de ampliar a visibilidade da sua marca e aumentar a conscientização ao mesmo tempo.

Contrariando a crença comum, o co-marketing não requer um grande esforço.

Há outras marcas em sua rede com as quais você pode se associar para criar recursos ou organizar um evento conjunto. Desde que haja um valor mútuo para ambas as partes e objetivos específicos para sua estratégia de co-marketing, você está no caminho certo.

Se você ainda não possui, recomendamos que consulte nosso guia mais atualizado sobre como desenvolver sua estratégia de marketing em redes sociais para descobrir como as campanhas de co-marketing podem ser úteis para você.